Pesquisar no blog

Frota corporativa: este modelo ainda vale a pena?

Frota corporativa: este modelo ainda vale a pena?

O deslocamento dos colaboradores ainda é um desafio significativo para as empresas, mesmo com tantas opções de transporte disponíveis nas grandes cidades.

Em um contexto no qual disponibilidade, eficiência e segurança são quesitos fundamentais para a escolha do modelo ideal, muitos negócios apostam em um formato bastante tradicional para este fim, a manutenção de uma frota corporativa com veículos próprios. Será, entretanto, que essa alternativa ainda faz sentido no momento atual?

7 motivos para repensar a sua frota corporativa

Embora manter uma frota corporativa tenha vantagens quando pensamos na certeza de que a manutenção dos carros está em dia, existem também diversos pontos que devem ser repensados em relação a este modelo.

Confira abaixo sete deles e entenda porque manter sua frota corporativa pode não ser um bom negócio.

1. Custos de manutenção

É inegável, a manutenção de uma frota corporativa representa altos custos para qualquer empresa. Entre as despesas a serem consideradas, estão combustível, estacionamento, salários de motoristas, seguro e IPVA. Mas, não são apenas estes. Normalmente, uma frota é substituída a cada 36 meses, o que representa também novos investimentos em um momento no qual se assumem os custos de depreciação dos veículos.

Outro ponto a ser considerado em relação aos custos da frota corporativa é a ociosidade. Isso porque, caso opte por ter carros compartilhados, dificilmente eles conseguirão atender a todas as demandas da empresa. Já se a opção for um carro para cada colaborador que faz deslocamentos frequentes, haverá momentos de ociosidade para o automóvel.

2. Segurança e produtividade dos colaboradores

Por mais que manter uma frota corporativa possa representar segurança quanto à manutenção dos veículos, bem sabemos que, caso sejam os colaboradores a dirigir, existe a chance de acidentes pelos mais diversos motivos – inclusive por comportamentos do próprio motorista, como utilizar o celular ou guiar em alta velocidade.

Neste mesmo cenário, as horas utilizadas na direção durante o período de trabalho representam momentos perdidos em produtividade. Ao optar por táxi, por exemplo, os funcionários podem usar o tempo dentro do carro para fazer ligações, se preparar para reuniões e até responder e-mails. Isso sem contar que chegarão aos seus compromissos mais relaxados por não terem enfrentado o trânsito na direção.

3. Limitações de rodízio e corredor exclusivo

Em cidades como São Paulo, as frotas de carros próprios também perdem pontos em um fator muito valioso: o rodízio de veículos, que limita o uso durante um dia da semana. Nestes casos, é preciso agendar compromissos fora do horário de pico ou, então, correr o risco de tomar alguma multa.

A melhor alternativa para isso é contar com um serviço corporativo de aplicativo de táxi, que oferece disponibilidade de carros a qualquer horário, independentemente do rodízio, e ainda otimiza o tempo dos colaboradores, pela possibilidade de usar os corredores e faixas exclusivas para fugir do trânsito.

4. Burocracia para gestão

As áreas responsáveis pela gestão de uma frota bem sabem que esta função envolve também uma série de burocracias, como contratação de serviços, acompanhamento de multas e trâmites junto ao Detran. Cada vez que há necessidade de trocar algum veículo ou, então, de oferecer este benefício a um novo colaborador, boas horas são utilizadas para deixar toda a documentação em dia.

Neste caso, cabe à administração da empresa avaliar quantas horas de fato são investidas nesse tipo de atividades. Afinal, elas também representam custos que devem ser considerados no valor final do produto ou do serviço oferecido ao mercado.

5. Atenção ao core business

Por mais que a gestão dos transportes esteja muito bem otimizada dentro da empresa, não se pode ignorar que dedicar tempo à manutenção de uma frota própria representa também um distanciamento quanto às atividades chave da empresa.

Em muitos negócios, existem equipes inteiras apenas para gerenciar carros, motoristas e tudo que está envolvido na oferta deste benefício aos colaboradores. E, por mais que seja um atrativo importante para os talentos da empresa, há de se pensar se isso ainda faz sentido em um momento onde redução de custos é palavra de ordem para quem deseja se manter competitivo.

6. Disponibilidade a qualquer hora e em qualquer lugar

A opção de contar com uma frota corporativa, muitas vezes, está associada a questão de poder dispor de um carro próprio, pronto para atender qualquer demanda urgente que a empresa possa ter. Furos de reportagens para veículos de comunicação, reuniões de última hora para escritórios, atendimentos inesperados para escritórios de advocacia são alguns exemplos.

Com serviços oferecidos por um aplicativo corporativo de táxi, entretanto, esta demanda também é atendida, pois a frota cadastrada permite a chamada de múltiplos carros simultaneamente e o tempo médio de espera chega a ser menos de 5 min nas viagens em grandes cidades.

7. Fluxo de caixa

Por fim, o último ponto importante para se repensar a frota de veículos da sua empresa é a gestão do fluxo de caixa. Além do alto investimento, manter os carros próprios significa também constantes desembolsos e reembolsos, para os mais diversos custos.

Centralizar todas as despesas de transporte corporativo em um ou dois pagamentos ao mês, além de otimizar o tempo da equipe do setor financeiro, ajuda a ter mais previsibilidade de caixa e melhor gerenciamento do capital disponível para investimentos.

EasyCorporate: táxi é cada vez mais uma excelente alternativa!

Ainda que tenha sido uma excelente opção até alguns anos atrás, você deve ter percebido que a frota corporativa não é o melhor modelo para o momento econômico atual, no qual há a pressão por produtividade e redução de custos, além de excelentes alternativas para o deslocamento dos colaboradores.

As soluções de transporte para empresas como EasyCorporate, neste sentido, podem facilitar a gestão da empresa, reduzir custos e ainda oferecer uma opção mais conveniente para os colaboradores, que terão acesso a um carro em poucos cliques. Tudo isso utilizando um modelo seguro e consolidado em todo o mercado brasileiro: o táxi.

Repensar e inovar as políticas de sua empresa são uma forma de encontrar também melhores resultados para contribuir para competitividade e sucesso das operações. Faça a sua parte!

Quer entender como EasyCorporate pode simplificar o transporte da sua empresa? Conheça nossa solução!

Compartilhar:

Ajudamos empresas a reduzirem seus gastos e a melhorarem sua gestão de transporte através da inovação com tecnologia.

Deixar Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancelar resposta
RECEBA DICAS DO EASYCORPORATE
PARA FACILITAR SEU TRABALHO
Receba dicas do
EasyCorporate para
facilitar o seu trabalho.
Obrigado por se inscrever em nossas newsletters
Obrigado por se inscrever em nossas newsletters