Pesquisar no blog

RH estratégico: como a área pode impactar os resultados da empresa

RH estratégico: como a área pode impactar os resultados da empresa

Mesmo que o conceito de RH estratégico não seja algo novo no mercado corporativo, para a maioria das empresas o setor de Recursos Humanos ainda desempenha um papel bastante operacional. Essa realidade, porém, felizmente vem mudando.

Com altas taxas de rotatividade e passivos trabalhistas impactando significativamente o orçamento do negócio, muitas empresas passaram a investir na capacitação e na evolução do departamento de RH. O objetivo é que o setor participe ativamente das decisões da empresa e sua atuação esteja alinhada com seus objetivos e metas globais.

Uma vez que boa gestão de pessoas e retenção de talentos impactam diretamente nos resultados da empresa, é essencial preparar o RH para assumir essa posição mais estratégica, especialmente se sua empresa está focada em aumentar a eficiência e a produtividade.

O que é RH estratégico?

O RH operacional tem seu dia a dia pautado em funções burocráticas, tais como admissão, demissão, treinamentos e folha de pagamentos. O que muda quando falamos de RH estratégico? As funções continuam as mesmas, porém atreladas às necessidades e metas da empresa.

Por possuir conhecimento sobre os objetivos do negócio, o RH estratégico trabalha focado em resultados, sempre baseando suas atividades em indicadores. Seus profissionais possuem uma visão integral do mercado e conseguem desenvolver um bom relacionamento com os demais setores da empresa, estabelecendo uma interação efetiva entre as equipes.

Enquanto o RH operacional é baseado apenas em práticas do dia a dia, o RH estratégico gera dados, analisa e busca constantemente o aprimoramento de boas práticas, sempre pensando em gerar mais resultados. Esses dados, além de serem úteis para as operações internas, são oferecidos a outros setores da empresa para a tomada de decisões mais assertivas sobre o negócio.

Entre os principais indicadores que guiam a atuação de um setor de Recursos Humanos devem estar, por exemplo, índices de rotatividade da equipe (turnover), absenteísmo, retenção de talentos, produtividade e tempo de aprendizagem.

O RH estratégico, portanto, além de executar as funções e práticas tradicionais do setor, busca gerar dados e informações precisas que servem para a elaboração de diagnósticos organizacionais, além de propor ações de melhoria.

A evolução do setor de RH

rh estratégico

A melhor maneira de acompanhar a evolução de um setor de RH, do operacional para o estratégico, é revendo suas práticas.

Quando se fala em folha de pagamentos, por exemplo, enquanto o RH operacional realiza todos os processos manualmente e faz conferências constantes, o RH estratégico utiliza ferramentas como softwares especializados, que, além de minimizarem os erros, evitam o desgaste da equipe com revisões intermináveis.

Outro diferencial relacionado ao RH operacional e ao RH estratégico diz respeito à gestão de desempenho. Enquanto o RH operacional geralmente baseia sua atividade apenas em feedbacks pontuais, o RH estratégico faz avaliações constantes do desempenho dos colaboradores e busca desenvolver suas competências de acordo com os resultados.

E como isso contribui para os resultados? O colaborador que só recebe feedbacks pontuais muitas vezes perde energia tentando agradar seus superiores, em vez de mudar suas atitudes em busca de atingimento de metas. Já um colaborador que é treinado para o crescimento da companhia, sente-se muito mais motivado em desempenhar suas funções.

Um RH estratégico também possui uma política diferenciada de benefícios. Enquanto o RH operacional se preocupa em cumprir a lei e se diferenciar da concorrência na hora do processo seletivo, o RH estratégico conhece o perfil dos colaboradores para entender quais benefícios podem ser utilizados na hora de reter talentos.

No quesito recrutamento e seleção, o RH operacional costuma realizar processos procurando apenas preencher a vaga de acordo com a expectativa do gestor da área. Já o RH estratégico conhece o perfil da empresa e avalia o potencial colaborador a partir dele.

O centro de todo processo seletivo é o próprio candidato, que precisa ser conquistado pelo negócio, ao contrário do modelo tradicional. Diante disso, a empresa precisa repensar seu posicionamento desde a descrição da vaga até o dia de integração. Reforçar benefícios, mostrar a cultura da equipe e facilitar a participação no processo de seleção fazem parte disso. Neste cenário, por exemplo, não faz sentido que a empresa se responsabilize por pagar o táxi do candidato até a entrevista?

E não acaba por aí: existe um trabalho constante de avaliação e treinamento, a fim de que o RH contribua para o desenvolvimento do colaborador dentro da empresa e ofereça aos líderes todas as ferramentas necessárias para que ele evolua e melhore sua performance.

Por fim, o RH operacional apenas executa tarefas e, quando muito, elabora alguns manuais de boas práticas. O RH estratégico atua de forma mais inteligente, gerando dados que permitem medir o desempenho e melhorar as práticas da empresa, alinhando as atividades aos resultados.

Importância do RH estratégico para a empresa

A cultura do mercado se transformou bastante nas últimas décadas. Antes, um colaborador integrava o quadro da equipe buscando desenvolver sua carreira. Hoje, um colaborador está em busca de boas oportunidades. Por isso, caso a empresa não saiba como atrair, manter e motivar um colaborador, a produtividade será baixa e as taxas de rotatividade serão altas.

Toda empresa conhece o custo de contratar e demitir um funcionário. Isso sem contar quando a empresa não possui uma boa assessoria jurídica, gerando inúmeros problemas trabalhistas – que igualmente geram custos.

Um RH estratégico tem toda a sua atividade voltada para o desenvolvimento do colaborador e para a retenção de talentos. Porém, isso não é feito de forma isolada. Todo o processo é dinâmico e está alinhado com os objetivos da empresa, ou seja, os dados são gerados e analisados constantemente, permitindo mudanças de rota sempre que for necessário para melhor atingimento dos resultados.

Como desenvolver um RH estratégico na sua empresa

rh estrategico

Caso sua empresa ainda esteja no modelo totalmente operacional de Recursos Humanos, está mais do que na hora de mudar o cenário. Seja você líder ou parte da equipe, é importante levar esta discussão para a área, mesmo que começando pela revisão de pequenos processos.

O primeiro passo para desenvolver um RH estratégico na sua empresa é investir na equipe. Todos os colaboradores do setor devem estar cientes de seu propósito na empresa, bem como, devem ter uma boa comunicação uns com os outros. É fundamental desenvolver um bom espírito de equipe, já que um RH estratégico, além de desenvolver as mesmas tarefas operacionais, precisará lidar com novas demandas que requerem planejamento. Para que isso dê certo, é essencial dividir as atividades e aperfeiçoar na equipe o espírito de colaboração.

Também é preciso investir nas ferramentas tecnológicas voltadas para gestão de talentos, já que algumas funções podem ser automatizadas, reduzindo o custo operacional. Ferramentas como ERP (Enterprise Resource Planning), por exemplo, facilitam a execução de diversas funções, como as exigências do eSocial. Isso permite que os funcionários foquem seu tempo em atividades mais estratégicas e resolvam a burocracia do dia a dia a partir de softwares especializados.

Além de sistemas de gestão como os ERPs, hoje existem ferramentas que facilitam as mais diversas atividades que possam estar sob responsabilidade do RH, como a gestão de transporte da empresa, por exemplo.

RH estratégico: uma tendência

A transição de um RH operacional para um RH estratégico é uma tendência a ser seguida por todas as empresas que desejam manter-se competitivas, independentemente se possuem 5 ou 5 mil funcionários.  Muitos gestores já se deram conta de que sem produtividade e com altas taxas de rotatividade é impossível crescer e impactar o mercado. Nem todos, entretanto, perceberam como o departamento de Recursos Humanos pode ser o ponto central dentro da empresa para impulsionar os resultados.

Por isso, não esqueça do seu papel como profissional de RH em levar inovações, propor ferramentas e, principalmente, apresentar resultados para toda a empresa, posicionando o departamento como suporte fundamental para o core business da organização.

Você é profissional de RH e quer receber mais artigos para facilitar o seu dia a dia? Não deixe de se inscrever na nossa newsletter!

Compartilhar:

Ajudamos empresas a reduzirem seus gastos e a melhorarem sua gestão de transporte através da inovação com tecnologia.

Deixar Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancelar resposta
RECEBA DICAS DO EASYCORPORATE
PARA FACILITAR SEU TRABALHO
Receba dicas do
EasyCorporate para
facilitar o seu trabalho.
Obrigado por se inscrever em nossas newsletters
Obrigado por se inscrever em nossas newsletters