Pesquisar no blog

Saúde na empresa e mobilidade urbana: qual a relação?

Saúde na empresa e mobilidade urbana: qual a relação?

O fato de que a produtividade deixou de ser apenas um indicador para se tornar uma meta a ser atingida pelas empresas não é novo.

Afinal, ela é um importante fator competitivo no mundo corporativo. E, não por outra razão, nunca se falou tanto em boas práticas voltadas ao aumento da performance de colaboradores.

Os fatores que impactam a produtividade, porém, vão muito além dos muros da empresa. Ou você realmente acredita que um treinamento motivacional é suficiente para este fim depois que um colaborador perde diariamente horas no trânsito para chegar ao trabalho?

A maioria dos funcionários, especialmente aqueles que atuam nos grandes centros, já chega cansado e estressado ao trabalho. E a culpa é de uma batalha travada todas as manhãs contra a mobilidade urbana. Ou melhor dizendo, contra a falta dela. Isso sem mencionar aqueles  colaboradores que precisam deslocar-se diariamente para reuniões e outros compromissos em nome da empresa.

Embora o problema da mobilidade urbana seja uma questão de políticas públicas e planejamento urbano, as empresas podem promover melhorias, especialmente visando a saúde dos seus colaboradores. Afinal, sem investir em saúde na empresa não há produtividade, e muito menos, resultados, não é mesmo?

saúde no trabalho

Para saber mais sobre como lidar com os problemas da mobilidade urbana e criar melhores condições para manutenção de saúde na empresa, vale a pena conferir as dicas deste post!

Saúde na empresa e mobilidade urbana: a visão dos especialistas

O trânsito transforma a cidade em um obstáculo entre o trabalho e a casa. Não existe mais o encantamento pela cidade”.

A frase do professor do departamento de patologia da Faculdade de Medicina da USP, Paulo Saldiva, traz uma dose de lucidez para uma questão que foi ignorada durante muito tempo pelos profissionais da saúde.

Para o médico, professor e pesquisador, a poluição causada pelo trânsito, somada ao sedentarismo compulsório, vem trazendo consequências drásticas à saúde e ao bem-estar, especialmente de quem vive nos grandes centros. Segundo Saldiva, cerca de 14 mil pessoas morrem precocemente devido à poluição do ar apenas em São Paulo.

O tempo de permanência no trânsito é quando o individuo mais fica exposto à poluição e é um dos principais fatores que levam aos problemas cardiorrespiratórios. O sedentarismo compulsório causado pelo trânsito também influencia a obesidade e todas as consequências do excesso de peso, que vão desde o diabetes até a síndrome metabólica.

Para o professor, está mais do que comprovada a relação entre a distribuição espacial da cidade, o trânsito e a qualidade de vida.

O que as empresas podem fazer?

saúde na empresa

Já mencionamos que nenhuma organização deve fechar os olhos para a relação entre mobilidade urbana e saúde na empresa. Mas, o que pode ser feito para reduzir os impactos no dia a dia dos colaboradores? A adoção de boas práticas pode ser o melhor caminho!

Home office

O home office é uma prática cada vez mais difundida entre as empresas. Com o avanço da tecnologia, especialmente do cloud computing, é possível acessar dados e sistemas internos a distância. Isso possibilita que o trabalho seja feito, mesmo longe do espaço físico da companhia.

A prática do home office é uma tendência tão grande no mundo corporativo, que a própria Reforma Trabalhista se encarregou de regulamentar a questão. De fato, possibilitar que os colaboradores trabalhem diretamente de casa, além de gerar mais conforto, dispensa o deslocamento e o estresse causado pelo trânsito e os problemas de mobilidade.

Com a regulamentação do tema pela legislação, é provável que a desconfiança de muitas empresas em relação aos benefícios do trabalho em home office acabe se dissolvendo com o tempo.

De bicicleta

No exterior, muitas empresas e o próprio governo oferecem incentivos para quem se locomove para o trabalho de bicicleta. O uso deste meio de transporte também vem ganhando cada dia mais espaço entre as empresas.

Antes da edição da Lei da Mobilidade Urbana, muitas cidades não tinham estrutura cicloviária, o que acabava desincentivando esse tipo de transporte. Porém, essa realidade felizmente vem mudando.

[Incentivar métodos alternativos de transporte de colaboradores pode diminuir custos. Saiba como!]

Ainda que as ciclovias causem polêmica nos grandes centros, muitas pessoas vêm optando pela bicicleta na hora de fazer os deslocamentos diários. Com o crescimento da segurança, diminui também o medo dos chamados “acidentes in itinere”, ou seja, acidentes causados a caminho do trabalho que também são de responsabilidade do empregador.

A tendência é que cada vez mais empresas passem a construir políticas voltadas ao uso da bicicleta, que pode ser um meio mais rápido e também mais saudável de chegar ao escritório. Vale lembrar, ainda, que repensar a estrutura do escritório, dedicando espaço para bicicletário e vestiário, faz toda a diferença!

Caronas

Incentivar caronas entre colegas de trabalho também pode ser uma forma de facilitar a mobilidade e ajudar na redução dos custos individuais. Quando falamos em saúde, ter uma companhia no trânsito, contribui significativamente para redução do estresse, principalmente se houver rodízio entre os motoristas. 

Além disso, uma política interna de caronas ajuda a promover o engajamento entre os colaboradores e pode fortalecer valores como companheirismo, trabalho em equipe e colaboração.

Menos trânsito nas reuniões

Evitar o estresse dos colaboradores com certeza gera mais resultados. Pensando nisso, locomover-se para reuniões importantes em um trânsito caótico é um motivo que deixa a equipe muito mais cansada e impaciente. Minimizar esse tipo de perturbação pode ser a garantia de reuniões mais assertivas e fechamento de oportunidades mais positivas para a empresa.

Permitir que seus colaboradores utilizem um aplicativo de táxi para este tipo de situação pode ser a melhor forma de proporcionar mais conforto e de reduzir os incômodos decorrentes dos problemas do trânsito. Parece uma medida simples, mas que pode trazer ótimos resultados para a empresa e para o bem-estar dos colaboradores.

[O transporte corporativo pode ser mais seguro e menos estressante? Entenda o porquê!]

Como sua empresa contribui para a saúde dos funcionários?

Existem inúmeras iniciativas que uma empresa pode adotar a fim de minimizar os impactos negativos causados pelos problemas do trânsito e pela falta de mobilidade urbana. Por mais que as questões centrais da mobilidade fujam da responsabilidade das empresas, é preciso buscar alternativas para promover a saúde dentro da empresa. Usar a criatividade e buscar soluções possíveis faz parte do desafio da produtividade!

Você pensa em criar medidas que minimizem os efeitos negativos do trânsito na sua empresa? Quer mais dicas e ideias para promover a saúde na empresa? Então, não deixe de assinar nossa newsletter! Cliquei aqui e saiba mais!

Compartilhar:

Ajudamos empresas a reduzirem seus gastos e a melhorarem sua gestão de transporte através da inovação com tecnologia.

Deixar Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancelar resposta
RECEBA DICAS DO EASYCORPORATE
PARA FACILITAR SEU TRABALHO
Receba dicas do
EasyCorporate para
facilitar o seu trabalho.
Obrigado por se inscrever em nossas newsletters
Obrigado por se inscrever em nossas newsletters